Aqui no meu "Pote de receitas", não vão encontrar as obras de arte que vejo em outros blogs, mas talvez receitas mais simples e modestas, que na minha opinião, são igualmente saborosas e fáceis de confeccionar...Por isso, quem quiser vir espreitar, faça-o à vontade...Será sempre bem-vindo!!!!

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Cake de cogumelos

Estou de volta... Após esta longa ausência no meu blog....Infelizmente, a vida tem destas coisas...Por vezes os caminhos em que se segue não têm saída e não temos outro remédio senão dar meia volta e enveredar por outros..... Não me vou alargar em explicações...Por vezes são desnecessárias e acima das forças de qualquer ser humano....
Quando criei o blog, não imaginava que iria estar tanto tempo sem o actualizar...Porém os dias passam, os problemas surgem e nem sempre existe a disponibilidade para lhe dar seguimento. Recuso-me a pensar que foi um trabalho em vão...Por isso sempre que puder, não interessa com que assiduidade, vou tentar levar a diante esta minha tarefa que tanto gosto me deu criar.


Fica então mais uma de receita de um cake salgado óptimo para um jantar mais leve ou mesmo para um lanche, pertencente ao chef Philippe

                                           Receita:

                                          150 g de farinha
                                          3 ovos
                                          1 colher chá de fermento
                                          10 cl de azeite
                                          130 g de leite morno
                                          100 gr de queijo ralado na hora
                                          300 gr de cogumelos frescos
                                          1 ramo de salsa
                                          1 cebola grande
                                          2 dentes de alho
                                          sal e pimenta q.b.
        


Misturar bem os ovos inteiros com a farinha e o fermento até ficar numa consistência homogénea. Juntar o azeite aos poucos e por fim o leite morno mexendo bem para evitar grumos. Juntar o queijo ralado, temperar com sal, pimenta e um pouco de picante (para quem gostar) e reservar.
Lavar os cogumelos em água abundante. secá-los um pouco e fatiá-los.
Pôr 2cl sopa de azeite numa frigideira antiaderente, juntar a cebola bem picadinha e deixar refogar um pouco até a água característica dos cogumelos ter evaporado. Juntar o alho e um bom ramo de salsa. Temperar novamente de sal e pimenta. Juntar ao preparado anterior.
Levar a forno pré-aquecido a 180º durante aproximadamente 40 min. Servir morno.



                                               








 
 
 

 

quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

Bolinho de limão com maçã



Deixo aqui mais uma receitinha bastante simples mas não menos deliciosa...


Receita:

1 iogurte com aroma de limão
1 iogurte natural
(usar a embalagem do iogurte vazia de medida)
2  medidas de açucar
1 1/2 medidas de farinha
1 1/2 medidas de maizena
1 cl de café de fermento em pó
2 cl de sopa de óleo
Sumo e raspa de meio limão
2 ovos
1 maçã

Juntar o açucar aos dois iogurtes préviamente misturados numa tigela, seguido das farinhas, do fermento, óleo e do sumo e raspa de limão.
Finalmente juntar os ovos e misturar bem até ficar numa massa homogénea.
Deitar numa forma a gosto e colocar a maçã laminada por cima da massa.
Levar a forno médio.


 




















terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

Cakezinhos de pimentos


Aqui fica mais uns cakezitos deliciosos.... Já datam do mês de Maio...Mas julgo que ainda vêm a tempo...
A receita base está aqui, o que muda, é mesmo só o recheio.
Utilizei metade de um pimento vermelho e metade de um pimento amarelo.

A receita do recheio é:

Colocar um fundo de azeite num tacho e dois dentes de alho, deixar aquecer um pouco e juntar os pimentos cortados aos pedaços ou tirinhas, juntar um pouco de sal e pimenta e deixar refogar até os pimentos ficaram cozidos.(para não se tornarem tão indigestos). Experimentem! Vão gostar de certeza!

















terça-feira, 8 de Janeiro de 2013

Tronco de chocolate merengado com curd de clementina



Olá a todos!
Antes de mais gostaria de desejar a todos vocês que me acompanham um próspero ano novo! No estado em que se encontra o país, seria utopia minha desejar um ano melhor....Assim sendo, desejo pelo menos que os estragos sejam o menor possível.......

Cá estou eu novamente a tentar dar continuidade ao meu canto que criei com tanto entusiasmo e que nos últimos meses, devido a dissabores da minha vida pessoal tem vindo a ser descuidado e relegado para 3º,4º ou nem sei que plano...As visitas aos vossos blogues, são outra rotina que me vejo impossibilitada de seguir neste momento...Mas não quero com isto dizer que me esqueço de você.....Não! Só espero que um dia as coisas finalmente regressem a normalidade...
Devido a um sério problema de saúde duma pessoa da minha família, o meu tempo disponível vai todinho para ela e neste momento o facto de insistir na actualização do blogue é apenas para tentar manter a minha sanidade mental!

Deixo aqui então um novo post para partilhar com vocês.
Foi um dos troncos que fez parte da minha mesa de Natal...! Um Natal especial, que agradeço a Deus,  pois poderia ter sido muito diferente....

Tendo eu uma costela francesa, inspirei-me em vários blogues franceses e resolvi criar a minha própria versão...



Receita:

Para o rolo:
5 ovos + 2 gemas
170 gr de açucar
125 gr de farinha
2 cl de sopa de chocolate em pó

Bater os ovos inteiros e as gemas com o açucar durante 10 min. até ficar uma mistura
bem fofa e volumosa.
Peneirar a farinha e o chocolate e juntar delicadamente à massa.
Levar a cozer a 180º cerce de 15 a 20 min.
Desenformar sobre um pano húmido e polvilhado com açuçar. Enrolar o bolo durante alguns minutos  ou até que ele arrefeça. 


Para o curd de clementina
6 a 8 clementinas
80 a 100 gr de açucar
50 gr de manteiga
2 ovos
1 cl sopa de maizena
1 a 2 gotas de essência de baunilha (fac.)

Ralar a casca a 4 clementinas e aproveitar o sumo das restantes.
Numa tigela bater os ovos com o açucar. Juntar o sumo e raspas das clementinas, a essência de baunilha e a maizena. Juntar a manteiga e levar ao lume em banho maria, mexendo sempre até engrossar.


Para o merengue:
2 claras
60 gr de açucar
umas gotas de limão
1 pit de sal

Bater as claras com o açucar o limão e o sal até formar um merengue firme.


Depois de frio desenrolar o bolo, espalhar uma boa camada de curd de clementina e voltar a enrolar.
Com a ajuda de um saco de pasteleiro e duma boquilha espalhar o merengue, dando largas a imaginação.
Levar ao forno a gratinar alguns instantes

















segunda-feira, 15 de Outubro de 2012

Bolo de morangos

Por vezes basta uma palavra amiga para apaziguar as nossas maleitas...
Os caminhos são obscuros e uma palavra que nos oriente e nos reconforte...Impõe-se...

Vou aparecendo timidamente....Não sei se para ficar ainda....No entanto, hoje, estou de volta...

Foi o bolo de aniversário que fiz para o meu filhote... No passado mês de Junho. Fez as delícias da criançada e não só!
Queria dedicá-lo a alguém muito especial....
Com todo o meu carinho...Obrigado I.


        Receita:

Para o bolo:
6 ovos
280 gr de açucar
100 gr de fécula
1 cl de chá de fermento
raspa de 1 limão
Morangos q.b.

Bater as claras em castelo e reservar.
Bater as gemas com o açucar até obter um creme fofo. Juntar a raspa de limão, a fécula e por fim envolver as claras em castelo.
Levar a cozer 25min a 180º.
Depois de frio cortar o bolo a meio para rechear. Pessoalmente, preferi um bolo maior, então repeti 2 vezes a mesma receita.

Entretanto preparar o creme.

Creme:
6 gemas
100 gr de açucar
1/2 l de leite
50 gr de farinha
250 gr de manteiga
10 gr de kirsch

Nota: Para o tamanho deste bolo, tive que fazer 2 doses de creme.

Levar ao lume um tacho com o leite e a vagem de baunilha.
À parte bater as gemas com o açucar, juntar a farinha mas sem bater. Deitar o leite sobre esta mistura e levar de novo ao lume para levantar fervura, mexendo sempre. Deixar ferver cerca de 2 min continuando a mexer para não agarrar. Retirar do lume e juntar 1/3 da manteiga e bater muito bem.
Depois do creme frio, juntar o resto da manteiga e com a ajuda da batedeira, bater cerca de 10 min. até o creme ficar bem fofo e arejado. Juntar de seguida o álcool.

Xarope:
50 gr de água
75gr de açucar
20 gr de kirsch

Levar ao lume a água com o açucar. Retirar do lume logo que levante fervura. Deixar arrefecer.
Depois de frio incorporar o kirsch.

Montagem:
Pegar nas duas partes do bolo e enxaropá-las generosamente com a ajuda de um pincel.
Pôr uma boa camada de creme e deitar uma porção de morangos a gosto. Enxaropar a outra parte, pôr-lhe creme e colocá-la por cima da primeira. A finalização do bolo fica a critério de cada um. Eu decidi finalizar desta forma para poder acabar com os ingredientes. Acho que o resultado final foi bastante satisfatório!




















terça-feira, 21 de Agosto de 2012

Saudades...

Olá meus amigos e amigas.....

Há já muito tempo que não passo por aqui......Por razões que não quero expor.....O meu dia a dia sofreu uma mudança radical o que me impossibilita a actualização do meu pote....Nem sei quando as coisas poderão regressar à normalidade......
No entanto, decidi vir aqui deixar umas palavrinhas à cerca de um comentário anónimo que recebi há dias.....Comentário esse que não quis, nem vou apagar, mas sim partilhá-lo com todos vocês... Em modo de análise para vermos o quão vãs, ridículas e ignorantes conseguem ser as pessoas!
O comentário em questão é relativo ao meu doce de limão.
Se quiserem ir ver, é o comentário nº 13, que acaba a meu ver, por ser motivo de chacota.....
A meu ver essa Sra, que ao tudo indica ser uma senhora, já que menciona o marido, nem sequer teve a dignidade de se identificar, acusa-me de ser eu a causa directa dela e do marido se terem encontrado doentes durante 3 dias! Ai valha-me deus!!!! Será que eu vou junto com a minha receita e me materializo na cozinha de cada um???!!!! Agora pergunto a essa senhora o que é que ela deitou ao doce para ficar assim tão doente?????  Fez mesmo doce de limão?? Será que em vez de colocar açucar, se calhar enganou-se e colocou laxante???!!!.
Pois fiquem sabendo, que as fotos do meu doce de limão, não são plágio, nem montagem!!!  Mas sim tiradas no terraço da minha casa. Se reparrem bem encontrarm noutras receitas o mesmo cenário.
Quanto ao doce, tinha sido feito pela primeira vez,  E!!!!! Ficou delicioso....Diria até ESPANTOSO!!!!!.E como as fotos podem mostrar uma maravilha!
Aah! E como muitas de vocês sabem, vivo numa aldeia onde as pessoas têm por hábito partilhar coisas, tipo verduras, carnes de porco caseiro, frangos, enchidos, etc......E eu claro partilho os meus doces.....Já que no caso dos limões, tinham-me sido gentilmente oferecidos por uma vizinha que sabia que eu procurava limões caseiros para fazer doce! Vizinha essa que levou um frasquinho para casa e não ficou doente!
Agora é a si que me dirijo SENHORA ANÓNIMA, qual é a dificuldade em cozer os limões até a agua deixar de estar amarga, retirar a polpa, fazer uma calda de açucar juntando a polpa e deixar fervilhar até ter consistência de doce? Sabe, a arte da culinária, não pertence a todos! Não basta só a receita para resultar, mas também o toque pessoal de cada um.....Se é que me entende! No entanto se tinha dúvidas ou dificuldades....O meu email encontra-se no blog....Era só perguntar! Mas efectivamente é muito mais fácil arranjar um bode expiatório e culpar os outros pelos pelos nossos erros e desastres!!!!

Enfim.....Episódio patético à parte, despeço-me deixando aqui, um beijinho de saudades para cada uma de vocês em especial e.......Espero regressar muito em breve!
Beijinho grande para vocês,  SOFIA E ALICE! Obrigado pela vossa preocupação!

sexta-feira, 11 de Maio de 2012

Arroz de polvo

Mais uma tentativa falhada de imitar a minha mãe num arroz seco de polvo! Não saíu como o dela, já era de esperar.....O sabor ficou muito parecido......Mas de aspecto como diria a minha prima-irmã..."Desculpa querida, mas não é o arroz da tua mãe..."
Durante muito anos foi um prato muito servido em reuniões de família....Toda a gente comia e chorava por mais...Regra geral a ementa costumava ser um bife alhado e apimentado à Ermelinda acompanhado de batata frita, e em seguida lá vinha o tão esperado arroz de polvo....
Longe de mim, menosprezar ou descurar as outras mães em prol da minha, mas não posso deixar de encher a boca para dizer que A MINHA MÃE ERA UMA GRANDE E EXCELENTE COZINHEIRA....
No que me toca.....Ainda tenho um longo caminho para a igualar....


A receita é muito simples!
Pôr o polvo a cozer com uma colher de sopa de aguardente. Reservar a água de cozedura.
Fazer um refogado bem azeitado (é importante) com os partes mais pequenas das pernas do polvo e da cabeça.
Juntar sal q.b e duas folhas de louro. Deixar cozinhar até estar macio.
Ir juntando aos poucos a água da cozedura até à quantidade de arroz pretendido. Mas sempre para menos para que o arroz fique seco.
Espero que gostem........Bom fim de semana a todos!













terça-feira, 8 de Maio de 2012

Pá de porco assada em tacho de ferro




Esta é mais uma receita da minha mãe.
Lembro de Domingos ensolarados e frios (Janeiro, Fevereiro) e nós, de casaco vestido almoçávamos cá fora numa mesa estratégicamente colocada ao abrigo do vento, mas a receber o calor reconfortante do sol....Era uma pura loucura! Mas o meu pai tinha essa necessidade de comer cá fora...De viver cá fora......Só íamos para dentro quando chovia......Hehehe... Hoje não consigo, pelo menos não nos três primeiros meses.....De qualquer forma nada é como dantes....
E nem mesmo este prato que nos lambuzávamos todos, tem o mesmo sabor.....Porque será??!!! Serão aqueles "pozes de perlimpimpim"??!!!.......



A receita é muito simples...Colocar o pedaço de carne previamente temperado de sal  num tacho de preferência de ferro, mas julgo que um vulgar tacho também lá chega...Junto com uma colher de sopa mal cheia de óleo e deixar tostar. Ir virando frequentemente para não agarrar. Juntar uma folha de louro, salsa ,alho, pimenta, etc...E continuar virando..... Quando estiver lourinha por todo, juntar 1/2 copo de vinho branco, reduzir o calor e deixar cozinhar um pouco. Continuar virando e juntar água aos poucos se for necessário, para formar calda suficiente para cozer as batatas. Juntar finalmente as batatas já temperadas também, polvilhar com bastante colorau e deixar cozinhar em lume brando mexendo as batatas e a carne até completa cozedura. Fica divina! Depois é só sentar de degustar.......Bom apetite!







segunda-feira, 30 de Abril de 2012

Bolo de cenoura e côco




Eu sei que esta chuva é necessária, mas não se livra de ser muito aborrecida!!! Não fora este frio já fora de época, que nos faz querer estar mais tempo no aconchego do lar e dar azo a vontades pecaminosas....
Pois nem mais nem menos, foi no caso deste bolinho, fofinho e muito perfumado que fizeram as delícias cá de casa.....No aconchego.....Hehehe!!!


Receita:

250 gr de cenouras raladas finas
200 gr de açucar
100 gr de farinha
1 cl sopa rasa de fermento em pó
5 ovos
50 gr de côco ralado
raspa de limão

Bater as gemas com o açucar até ficar uma gemada forte e esbranquiçada. 
Bater as claras com uma pitada de sal em castelo e juntar à gemada.
Misturar em seguida a cenoura e a farinha e por fim o côco.
Levar a cozer em forno médio cerca de 30 a 40 min.









sexta-feira, 27 de Abril de 2012

Truta alhada em cama de bacon

Sou uma grande apreciadora de truta, curiosamente, há já alguns anos que não comia... Não me perguntem porquê....São daquelas coisas que simplesmente acontecem...
Estavam tão apetitosas na bancada do peixe que logo ali, a nossa história antiga voltou instantâneamente!!!
Já em casa em vez de ir ao baile acompanhada pelas batatas a murro, como de costume, resolveu trocar de par e foi ao lado do bacon... Bela e saborosa......




                                                 Receita:

                                         5 trutas
                                         5 fatias de bacon
                                         6 dentes de alho
                                         Gengibre fresco ralado q.b
                                         Azeite, alho, pimenta e salsa q.b 


Depois de devidamente amanhadas e lavadas, temperar as trutas com os dentes de alho, sal,  pimenta de moinho, um pouco de gengibre e deixar marinar algum tempo virando-as frequentemente.
Levar uma frigideira ao lume com  azeite e fritar as fatias de bacon. Depois de douradinhas, retirar e colocar no prato de servir.
Passar as trutas por farinha e levá-las a fritar no mesmo azeite.
Retirar e juntar às fatias de bacon.
O acompanhamento é a gosto. Por falta de tempo, servi com batata noisette e uma boa salada verde do quintal..(das vizinhas, claro...Hehehe!)















segunda-feira, 23 de Abril de 2012

Cookies




Continuo com os dias bastante agitados o que não me permite dedicar-me ao meu blog tanto quanto gostaria...No entanto, sempre que posso vou dando uma espreitadela nas vossas cozinhas e espero que tudo volte à normalidade muito em breve!
 Hoje deixo-vos esta receita de bolachinhas que fizeram as delícias do meu filhote!



Receita:

 
150 gr de farinha
110 gr de açucar mascavado
1 ovo
125 gr de manteiga molinha
70 gr de papitas de chocolate
1 cl de chá de fermento
essência de baunilha q. b.

Amassar a manteiga com o açucar. (Pode ser mesmo com as mãos)
Juntar o ovo, a essência, a farinha, as pepitas e o fermento.
Amassar até que todos os ingredientes estejam todos bem ligados.
Num tabuleiro untado, ou em cima de um tapete de silicone, Fazer montinhos com a massa bem espaçados e levar a cozer a 180º até ficarem douradinhos.

Espero que gostem, pois ficaram realmente muito gulosas!!!!!






























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...